sexta-feira, 6 de março de 2015

Ama-te e faz-te suar!

Desde que reencontrei o amor a fazer exercício há 5 meses atrás que queria fazer este post.

 Quando somos pequenos e os nossos pais nos inscrevem na Dança, na Natação ou no Futebol tomamos aquilo como uma brincadeira. Vamos lá divertir-nos a dançar e fazer uns pliês ou bora lá fazer corridas!
 Com o passar do tempo há muito adolescente que já não acha tanta graça ao desporto. Tira-lhes tempo para estar com os amigos ou para jogar. É uma seca e já fazem educação física na escola. Só aqueles que realmente gostam muito de uma modalidade (e desses há uma boa parte que a quer seguir no futuro) é que resistem.
 A minha noção era que a mentalidade da maioria do pessoal nessa faixa etária é que as únicas pessoas que se preocupam com o exercício físico (e transcende um bocado para a alimentação saudável) é quem tem peso a mais ou não gosta do seu corpo.
 Agora sendo uma jovem adulta vejo o quão isso não é verdade.

 Não se deve ir praticar qualquer tipo de modalidade com o pensamento "Não gosto do meu corpo." Acho que isso não é uma boa motivação e que trazer más energias ao barulho não vai dar bom resultado. Invejar o corpo daquele ou do outro e odiar partes do nosso corpo que vemos ao espelho é do pior que pode fazer. 
 Não vou ser hipócrita. Uma das razões para ter recomeçado a fazer exercício foi para tornar a sentir o meu rabo mais rijinho. Mas foi apenas quando encontrei um "desporto" que adoro que comecei a dedicar-me à séria e a adorar cada minuto e a ignorar o cansaço e o suor que antes só me davam vontade de desistir. 
 No meu caso foi o PopPilates da Cassey Ho. Já falei várias vezes neste blog de como adoro os vídeos e os calendários com planeamento de exercícios dela. Faz-me sentir super motivada e com vontade de me superar cada vez que faço uma flexão ou um burpee, mas também me divirto com coreografias. Parece que o conceito foi feito a pensar em mim!
 Aqui em casa por exemplo, só comecei a ver o meu pai a fazer qualquer coisa de desporto quando começou a andar de bicicleta aos Domingos de manhã com outros homens cá da terra há 2 anos atrás. Agora é vê-lo a instalar apps para ver os percursos que fez, tempos e velocidades e já acompanha os ciclistas mais experientes. Adora aquilo, nota-se e faz-lhe bem!
Já a minha mãe desde que o meu irmão também veio para a faculdade voltou a dedicar-se à natação que tanto gosta.

 Voltamos a ver o exercício como uma brincadeira e não como um sacrifício.
 Faço-o porque me amo a mim e ao meu corpo.

Por isso, às pessoas que já fazem mas não gostam ou que acham que por terem um metabolismo rápido não precisam: experimentem coisas novas! Nunca se sabe quando vão encontrar o "tal" que vos faz sentir tão bem. Se forem vários, neste caso penso que é bom a "poligamia"!

Para quem tiver curiosidade, li este artigo em como supostamente há maneiras de saber qual é o desporto mais indicado para nós:

Por exemplo, pelo tipo sanguíneo:
Tipo O preferem exercícios de alta intensidade e que elevem a frequência cardíaca. As pessoas de tipo A gostam de exercícios mais longos e soft como Yoga, Pilates (yap, confere!) e caminhadas. Por último os de tipo B gostam de desportos como a natação, ciclismo, ténis ou maratonas.


Espero que tenham tido uma óptima semana e que se sintam inspirados!


Com amor,
A Marquesa


P.S. Sim, o título ficou piroso eu sei. Mas é brincadeirinha ;)

2 comentários:

Susie disse...

E eu ando sem pôr os pés no ginásio há tanto tempo!!

Diogo Figueiredo disse...

E o teu "brô" não faz nada huehuehuehue!

Your master;
<3