sexta-feira, 28 de agosto de 2015

As pessoas "apuram"

 A noite passada fui ao jantar de aniversário de um amigo meu.
 Nada de estranho, mas a verdade é que quando o conheci mal o podia ver à frente.
 Era daquelas pessoas meio "manientas", que achavam que tinham sempre razão e que te tentavam persuadir à delas com falinhas mansas. Para além de que parecia que se fazia a tudo o que era do sexo feminino, deixando-te sem paciência por tanto piropo desnecessário.
 Eu fui "obrigada" a estar com ele mais algumas vezes porque o nosso grupo de amigos adora-o (e eu antes questionava-me bastante o porquê).
 Pois bem, devo confessar que ainda bem que fomos mantendo o contacto porque vi-o evoluir ao longo destes 4 anos. Parece que a personalidade dele "apurou".
 Continua a ter aqueles defeitos, mas a verdade é que o seu grau de intensidade diminuiu. E graças a isso comecei a ver que ele também tinha boas qualidades. É amigo do seu amigo, engraçado e um rapaz com muita cultura geral com o qual é óptimo ter conversas interessantes. Também é preocupado e presta atenção aos pequenos detalhes. E os piropos restringiram-se a um por noite, já não é mau.
 Tudo isto para dizer que acho que a personalidade das pessoas não muda, apura-se ao longo dos anos. A essência é a mesma, mas parece que as características da personalidade andam aos altos e baixos, também consoante a vivência e o meio que rodeia a pessoa. Ninguém é estático.
 E se por um lado há quem "apure" bem, também há gente que começa a mostrar o seu lado menos bom...
Mas vamos focar-nos na positiva. E nas segundas oportunidades, shall we?


Desejo-vos um óptimo fim de semana!

Com amor,
A Marquesa

4 comentários:

Mel disse...

Eu raramente passo a gostar de alguém que detestei, quanto muito passo a tolerar a pessoa ahah

Free Bird disse...

Não podia estar mais de acordo :)

Diogo Figueiredo disse...

Such referência ao vinho!

Your master;
<3

Os homens não são todos iguais disse...

é mesmo isso