terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Christmas Veggie Challenge - A minha história

Quando li no blog da Nádia a ideia de desafiar a blogosfera a tornar o Natal um dia um pouquinho mais vegano, vieram-me basicamente dois pensamentos diferentes à cabeça:
 O primeiro, foi de que é uma ideia engraçada e original para pôr a blogosfera portuguesa a desafiar a sua criatividade e a desmitificar um pouco a alimentação vegetariana à comunidade (não se come só alface, como o pessoal costuma brincar).
 O segundo pensamento foi de que se calhar podia aproveitar a oportunidade para "sair do armário" aqui no blog.
 O que quero eu dizer com isto? 
 Bem, quem me lê há mais tempo sabe que já há uns anos que tenho vindo a reduzir o consumo de carne. Escrevi um post sobre isso ainda em 2014 e voltei a reforçar a ideia aqui uns meses mais tarde.
 Quando fui para Inglaterra fazer o meu estágio, decidi cortar a carne. Ainda cozinhei peixe algumas vezes durante a estadia, apenas porque tinha muito receio de mudar a minha dieta de repente sem ter acompanhamento profissional. Ao voltar, sabia que o mais complicado seria, não quando estivesse sozinha em Lisboa, mas depois em casa com os meus pais que (principalmente o meu pai) não são muito fãs deste regime. De qualquer maneira, há já alguns meses que sempre que comíamos fora de casa eu escolhia os pratos vegetarianos, por isso não foi nenhum choque.
 Entretanto fui a uma consulta de nutrição (o que também sossegou logo os meus pais) e tive o choque da minha vida. Tinha perdido quase 3kgs desde o início desta jornada (não, não sei como não reparei que estava demasiado leve!) porque realmente não estava a comer em quantidade suficiente os nutrientes de que o meu corpo precisava. A qualquer um que queira mudar a sua dieta, recomendo vivamente informar-se e ser avaliado por um profissional, seja médico ou nutricionista. Por muito que tenha lido pela internet fora, cada pessoa é única e a dieta de outra pessoa pode não se adaptar a vocês.
 Mais descansada e com um plano alimentar na mão, deixei de cozinhar qualquer prato com "carcaça" de animal, mas fiz um acordo comigo mesma: Se for convidada para algum sítio e não houver prato vegetariano, como peixe. Sei que é um bocado hipócrita, mas para já é assim que me estou a adaptar.
 Entretanto no estágio duas das veterinárias também são vegetarianas, o que ajuda bastante a não me sentir um "e.t." e também na partilha de restaurantes e receitas "cruelty free".
 Hoje sinto-me mais verdadeira comigo mesma, mais saudável desde que comecei a ser seguida pela nutricionista e mais gulosa, porque despertou em mim um lado culinário mais criativo, visto que  a maioria das receitas que conhecia incluíam carne.
  Por isso stay tuned para saber que Manjares da Marquesa vou preparar nesta época natalícia! Para saberem mais sobre o desafio e que bloggers vão participar podem clicar aqui.

Com amor,
A Marquesa

3 comentários:

TheNotSoGirlyGirl disse...

Não como carne. Ou melhor como mas muito pouca e simplesmente porque acho que preciso de ingerir proteína animal. Naturalmente o homem é um animal omnivoro por isso tem de comer carne. Mas o consumo de carne que uma pessoa tem normalmente é tão excessivo... e a carne vem de origens tao pouci sustentáveis e humanas :/

Beijinho♥
the-not-so-girlygirl.blogspot.pt

Diogo Figueiredo disse...

E eu gosto sempre de morfar o que tu cozinhas :)

Your master;
<3

-Valéria disse...

Tou curiosa para ver esses manjares!
Beijinhos:)
Dailyvlife.blogspot.pt