quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Textos antigos

 No outro dia, estive a usar o meu antigo blog para fazer umas experiências no design (que talvez vá aplicar aqui entretanto) e reparei que tinha duas publicações que apenas ficaram guardadas nos rascunhos. Não tinha muito esse hábito, mas por vezes quando estava a passar por uma turbilhão emocional entrava logo no Blogger para traduzir os meus sentimentos por palavras. Esse rascunho em particular chamou-me a atenção porque era escrito no meu dia do vigésimo aniversário. Assim que abri e vi aquelas palavras carregadas de emoção só me deu vontade de rir. Era uma crise existencial por ter passado essa noite de aniversário sozinha e porque eu não conseguia viver sem ter algum nome no coração. Nesse momento estava frustrada comigo mesma porque estava a começar a gostar de um rapaz com quem mal tinha falado. Porque é que me ri com esse texto? Porque esse rapaz é o meu namorado e mal eu sabia que a menos de um mês depois de escrever aquele texto estaria a ser beijada por um amor "platónico". Mostrei aquele texto ao meu namorado e ele também achou piada e sentiu-se muito lisonjeado (e um bocadinho cocky, podes admitir Di).
 A vida dá umas voltas engraçadas, às vezes.

4 comentários:

Cherry disse...

É engraçado como a vida nos surpreende às vezes. Quem diria que o rapaz sobre quem escreveste seria teu namorado, é mesmo uma história amorosa :).
Beijinhos,
Cherry
Blog: Life of Cherry

Cláudia S. Reis disse...

É por isto que eu gosto de ler textos antigos. Vemos o quanto crescemos!

Letícia Gabriela disse...

Que história engraçada... a vida tem coisas mesmo engraçadas que nem nós nos apercebemos no dia a dia!

r: Sem dúvida que, para mim, o melhor método de ensino é a investigação. Obrigar os alunos a pensar, a chegar à resposta... porque é pelo caminho que se vão encontrando as pecinhas todas que dão sentido ao que se aprende :)

Diogo Figueiredo disse...

Hani, foi bué à toa!

Your master;
<3